+352 621 592 463 WhatsApp

Low-Fi – Livro de Ruídos

Fabio Riesemberg

Low-Fi – Livro de Ruídos é um fotolivro onde os sons de ruídos incomodativos cotidianos foram convertidos em fotografia, uma interface visual para uma importante questão de saúde pública mundial, particularmente nos centros urbanos. A publicação atribui imagens a uma série de sons, a partir de vibraçõas na superfície líquida. A intenção é abordar de forma inusitada e artística o excesso de barulho gerado pelo homem, atraindo olhares e ouvidos para uma interação online que discute a salubridade do ambiente. Neste fotolivro o leitor pode ver imagens formadas por ruídos, mas também pode ouvi-los de verdade.

No livro, as imagens estão acompanhadas de textos que abordam o assunto. Cada foto traz um código QR, que o leitor pode escanear com seu smartphone. Ele será direcionado para um podcast onde o ruído pode ser ouvido.

Why Low-fi?

O músico, educador e pesquisador canadense, Raymond Murray Schafer utiliza os termos hi-fi e lo-fi, alta fidelidade e baixa fidelidade, respectivamente, quando compara a paisagem sonora do campo com a da cidade em seu livro, A Afinação do Mundo. Ele explica que a sobreposição de muitos sons diferentes no ambiente urbano (paisagem lo-fi) muda radicalmente a percepção em relação à paisagem sonora rural. Nesta se ouve pormenores do ambiente imediatamente ao nosso redor e também sinais acústicos distantes: “o ouvido humano é alerta como o de um animal (…) No ambiente silencioso da paisagem sonora hi-fi, mesmo as mais insignificantes perturbações podem comunicar informações interessantes ou vitais”. As gravações de Low-Fi  são uma contraposição à tranquilidade e seletividade da paisagem hi-fi. São sons desarmônicos. Na maior parte das gravações para a composição do livro, houve um grau significativamente elevado de sobreposição de sinais sonoros, como não poderia deixar de ser em uma vizinhança barulhenta. Por isso, sempre haverá a interferência de outros ruídos sobre o ruído principal. Como resultado dessas condições, as fotografias denotam caos e assimetria congelando as vibrações no líquido. (fale comigo para conhecer o livro e ver as fotos de cada ruído)

O fotolivro foi concebido em 2018 e 2019 como trabalho de conclusão da Pós-graduação em Fotografia e Imagem em Movimento, coordenado pela professora Joseane Zanchi Daher, na Universidade Positivo, em Curitiba – PR.

Scanning

Low-Fi convida a um mergulho profundo em suas fotografias. Na lâmina d’água, as vibrações evoluem em quatro dimensões, deixando o rastro da sua passagem. Mas apenas duas dimensões serão representadas pela fotografia, conforme as reflexões do filósofo Vilém Flusser (2002) sobre a nossa capacidade de reconstituir “as quatro dimensões espácio-temporais”:

O fator decisivo no deciframento de imagens é tratar-se de planos. O significado da imagem encontra-se na superfície e pode ser captado por um golpe de vista. No entanto, tal método de deciframento produzirá apenas o significado superficial da imagem. Quem quiser “aprofundar” o significado e restituir as dimensões abstraídas, deve permitir à sua vista vaguear pela superfície da imagem. Tal vaguear pela superfície é chamado scanning. O traçado do scanning segue a estrutura da imagem, mas também impulsos no íntimo do observador. O significado decifrado por este método será, pois, resultado de síntese entre duas “intencionalidades”: a do emissor e a do receptor. Imagens não são conjuntos de símbolos com significados inequívocos, como o são as cifras: não são “denotativas”. Imagens oferecem aos seus receptores um espaço interpretativo: símbolos “conotativos”.*

*FLUSSER, Vilém. Filosofia da caixa preta: Ensaios para uma futura filosofia da fotografia. São Paulo: Hucitec, 1985.

Moving pictures

Vídeo gravado durante a produção do fotolivro. Aqui não foram aplicados ruídos caóticos, mas tons bem definidos (em Hz), com o auxílio de um aplicativo gerador de tons sonoros.

O fotolivro

Low-Fi Livro de Ruídos - Fabio Riesemberg
Low-Fi Livro de Ruídos - Fabio Riesemberg
Low-Fi Livro de Ruídos - Fabio Riesemberg
Low-Fi Livro de Ruídos - Fabio Riesemberg

Outros barulhos

Aversion to specific sounds? Might be Misophony

"Information on the prevalence of misophonia in the population is vague, probably due to the lack of consensus in terminology, definition and even in the form of evaluation", according to Fúlvia Eduarda da Silva in her master's dissertation in science presented to the...

read more

Far beyond the eardrum

The noise, whether from a machine, cars or a neighbor with a bad musical taste, certainly has already caused damage to your health. But that are not just hearing damage. They go far beyond the eardrum and can unbalance a person emotionally. According to director and...

read more

Disk Reporting – Rio de Janeiro

This is a transcript of a complaint that occurred in the capital of Rio de Janeiro, made by L. Vallejo. The whistleblower asks for help: August 9, 2009 10:24 pm Anonymous said ... good night! It's 11:32 pm and another party started at the Casa Grande party room here...

read more

CONTACT ME

Find Me:

Whenever


Call 55 (41) 99 22 55 230 (WhatsApp)


Type contato@fabioriesemberg.com.br

12 + 14 =

English